Quem sou eu

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Somos o Ministério de Louvor e Adoração Reino de Sacerdotes. Cremos que Jesus Cristo é o Filho de Deus e Salvador de todo aquele que nele crê. Cremos em um só Deus, uma só fé - a fé em Jesus - Filho Unigênito de Deus, e que por Ele todos fomos reconciliados com o Pai. Cremos que o Louvor e adoração são armas poderosas de libertação, cura e restauração, e que o louvor só é genuino, se nossa vida, estiver diante do altar, em tudo que fazemos, pensamos, e vivemos.

Seguidores

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

COMEÇAR DO NADA... Porque não?

Quando nada dá certo, quando nada e ninguém coopera, quando nada é confiável... Está na hora de recomeçar, está na hora de dar um basta, mesmo que você fique só, mesmo que o caminho seja mais doloroso e árduo, mesmo que ninguém entenda; só você e Deus.  Mesmo que até mesmo você duvide disso em certos momentos, definitivamente está na hora de mudar, está na hora de seguir em frente mesmo que ninguém ou quase ninguém te acompanhe.
É verdade que, o Pai não nos deixará sozinhos, desamparados,  ele enviará pessoas e amigos para nos ajudar e nos acompanhar.  É certo também que aqueles que torcem (e como torcem!!!) para dar tudo errado pensarão que tudo está acabado, a festa acabou, e GETSEMANI chegou, mas o que eles esquecem (e sempre esquecem) é que Deus é sabedor, e justo, e fiel e que o GETSEMANI não é para morte e sim para a VIDA.
Sem perda de tempo; está na hora de recomeçar... do nada, aliás com tudo.  Deus é o nosso TUDO.

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Ele nos ama...

Um dia, quando eu estava no meu carro voltando de um ensaio no Rio Comprido, por volta das 22:30h de uma 5a. feira, repetia a minha oração repetidas vezes: “Senhor, o que você quer de mim” Em um momento rápido o Senhor respondeu-me falando diretamente ao meu coração, Ele disse: “Ame a mim, onde você está.”  Aquela resposta foi o suficiente para que lágrimas rolassem do meu rosto lavando a minha alma, como uma chuva repentina e forte.
O som do meu carro tocando a música do Ministério Casa de Davi "O TEU AMOR ME ALCANÇOU" (é a minha cara essa música) me fez falar em linguas e amando o meu Senhor com um sentimento profundo.
Para amar ao Senhor não se escolhe lugar e horário, quem ama, ama em todos os lugares e em todos os momentos.  O nosso Senhor espera de nós um amor incondicional, um amor que O atraia como uma linda canção aos ouvidos.  Porque Ele nos ama de tal forma que não pode nos ver sem Ele um só momento.
Ele quer nos amar, amar, amar... em qualquer hora, qualquer lugar de qualquer jeito.
Por Robson Inácio

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

CRISTÃOS, NOMES E TÍTULOS

O amor de Deus para com o homem é incontestável, em toda a Bíblia O encontramos demonstrando este carinho, este cuidado é um zelo que jamais poderemos explicar. Nesta relação, veremos os mais diversos nomes e expressões com as quais os “santos” são designados, são formas carinhosas, agradáveis que em sua essência externa o amor de Pai para com a sua criatura.


Quero que o teu coração seja sensibilizado pelo Espírito Santo, que teus olhos sejam abertos e vejas o quanto és especial para o Todo-Poderoso, és objeto de um zelo gratuito do qual não somos merecedores.


Nossa alegria deve ser extrema, pois fomos alcançados pela grande misericórdia e resta-nos como dever, vivermos em santidade, pureza, demonstrando o amor que nos foi dado. É o tempo certo para derramar-nos diante do santo trono, jogarmos fora todas as tradições e pré-determinações de homens; e, cheios do Espírito Santo deixar-nos levar pelo vento do Senhor.

Veja os nomes e expressões que designa os santos do Senhor:

Crentes – At 5.14; 1Tm 4.12
Amados de Deus – Rm 1.7
Benditos do Senhor – Gn 24.31; 26.29
Benditos do Pai – Mt 25.34
Irmãos – Mt 23.8; At 12.17
Irmãos de Cristo – Lc 8.21; Jo 20.17
Chamados – Rm 1.6
Filhos do Senhor – Dt 14.1
Filhos de Deus – Jo 11.52; 1Jo 3.10; Rm 9.26
Filhos do Pai – Mt 5.45
Filhos do Altíssimo – Lc 6.35
Filhos de Abraão – Gl 3.7
Filhos de Jacó – Sl 105.6
Filhos da Promessa – Rm 9.8; Gl 4.28
Filhos do Reino – Mt 13.38
Filhos de Sião – Sl 149.2; Jl 2.23
Filhos da Luz – Lc 16.8; Ef 5.8
Filhos do Dia – 1Ts 5.5
Filhos da Ressurreição – Lc 20.36
Filhos Queridos – Ef 5.1
Escolhidos – 1Cr 16.13
Vasos Escolhidos – At 9.15
Cristãos – At 11.26; 26.28
Geração Escolhida – 1Pe 2.9
Discípulos de Cristo – Jo 8.31; 15.8
Eleitos de Deus – Cl 3.12; Tt 1.1
Epístolas de Cristo – 2Co 3.3
Excelentes – Sl 16.3
Irmãos fiéis de Cristo – Cl 1.2
Fiéis – Sl 12.1
Concidadãos dos Santos – Ef 2.19
Co-herdeiros – Ef 3.6; Rm 8.17
Conservo – Ap 6.11
Amigos de Deus – 2Cr 20.7; Tg 2.23
Amigos de Cristo – Jo 15.15
Piedosos – Sl 4.3; 2Pe 2.9
Herdeiros de Deus – Rm 8.17; Gl 4.7
Herdeiros do Reino – Tg 2.5
Herdeiros da Promessa – Hb 6.17; Gl 3.29
Herdeiros da Salvação – Hb 1.14
Santos Irmãos – 1Ts 5.27; Hb 3.1
Nação Santa – Ex 19.6; 1Pe 2.9
Povo Santo – Dt 26.19; Is 61.1,2
Sacerdócio Santo – 1Pe 2.5
Justos – Hc 2.4;
Reis e Sacerdotes de Deus – Ap 1.6
Cordeiros – Is 40.11; Jo 21.15
Luzes do Mundo – Mt 5.14
Filhinhos – Jo 13.33; 1Jo 2.1
Pedras Vivas – 1Pe 2.5
Membros de Cristo –
1Co 6.15; Ef 5.30
Homens de Deus –
Dt 33.1; 1Tm 6.11; 2Tm 3.17
Filhos Obedientes – 1Pe 1.14
Povo Peculiar – Tt 2.14; 1Pe 2.9
Povo de Deus – Hb 4.9; 1Pe 2.10
Colunas no Templo – Ap 3.12
Redimidos – Is 35.10; 51.11
Sacerdócio Real – 1Pe 2.9
Sal da Terra – Mt 5.13
Servos de Cristo – 1Co 7.22; Ef 6.6
Sevos da Justiça – Rm 6.18
Ovelhas de Cristo – Jo 10.1-16; 21.16
Peregrinos com Deus – Lv 25.23; Sl 39.12
Libertos do Senhor – 1Co 7.22

Amados do Senhor, que cada um procure honrar tão valorosos títulos, vivendo condigno aos princípios dos santos.
fonte: http://www.vivos.com.br/

JESUS, NOMES E TÍTULOS

Jesus esteve presente nos tempos eternos, nos quais, Deus alegrava-se com a idéia da criação; participou do gênesis ativamente e ainda nos dias iniciais da existência do homem, foi alvo de uma profecia – promessa – que apontava para o maior dos sacrifícios, através do qual, a humanidade seria restaurada e viveria uma nova dimensão, uma vida fundamentada na rocha, inabalável e firme o suficiente para suportar as intempéries do dia-a-dia.

Oh graças! Muitos séculos passaram-se desde aquele dia memorável, no qual a promessa foi firmada, mas, o Todo-Poderoso não se esquece! E no tempo oportuno, explicita o quanto gosta do homem, enviando o Senhor para o sacrifício que restauraria a comunhão pessoal com Ele.


Neste artigo, quero mostrar a grandiosidade do Senhor Jesus, apresentando os Títulos e Nomes, pelos quais foi reconhecido pelo Seu povo.

Veja:

1) Advogado - 1Jo 2.1


2) Todo-Poderoso - Ap 1.8

3) Braço do Senhor - Is 51.9; 53.1


4)Autor e consumador da fé Hb 12.2

5) Autor da Salvação Hb 2.10 e 5.9


6) Filho Amado - Mc 1.11

7) Renovo – Is 4.2


8) Pão da Vida – Jo 6.35

9) Supremo Pastor – 1Pe 5.14


10) Cristo de Deus – Lc 9.20

11) Consolador de Israel - Lc 2.25


12) Pedra de Esquina – Sl 118.22

13) Conselheiro – Is 9.6


14) Criador – Jo 1.3

15) Sol Nascente – Lc 1.78


16) Libertador – Rm 11.26

17) Porta – Jo 10.7


18) Eleito de Deus – Is 42.1

19) Pai Eterno – Is 9.6


20) Primeiro e Último – Ap 1.5

21) Primogênito – Ap 1.5


22) Precursor – Hb 6.20


23) Glória do Senhor – Is 40.5


24) Deus – Jo 20.28; Rm 9.5


25) Bom Pastor – Jo 10.11


26) Guia – Mt 2.6


27) Sumo – Sacerdote – Hb 4.14


28) Cabeça da Igreja – Ef 1.22


29) Herdeiro – Hb 1.2


30) Santo Servo – At 4.27


31) Santo – At 3.14


32) Santo de Deus – Mc 1.24


33) Santo de Israel – Is 41.14


34) Salvação – Lc 1.69


35) Eu Sou – Jo 8.58


36) Imagem de Deus – 2Co 4.4


37) Emanuel – Is 7.14


38) Jesus – Mt 1.21


39) Jesus de Nazaré – Mt 21.11


40) Juiz de Israel – Mq 5.1


41) Justo – At 7.52


42)Rei – Zc 9.9


43) Rei dos Séculos – 1Tm 1.17


44) Rei dos Judeus – Mt 2.2


45) Rei dos Reis - 1Tm 6.15


46) Rei das Nações – Ap 15.3


47) Legislador – Is 33.22


48) Cordeiro – Jo 1.29; Ap 13.8


49) Príncipe – Is 55.4


50) Vida – Jo 14.6


51) Luz do Mundo – Jo 8.12


52) Leão de Judá – Ap 5.5


53) Senhor da Glória – 1Co 2.8


54) Senhor dos Senhores –1Tm 6.15


55) Homem de Dores – Is 53.3


56) Mediador – 1Tm 2.5


57) Mensageiro da Aliança – Ml 3.1


58) Messias – Jo 1.41


59) Deus Poderoso – Is 9.6


60) Poderoso – Is 60.16


61) Estrela da Manhã – Ap 22.16


62) Nazareno – Mt 2.23


63) Filho Unigênito – Jo 1.18


64) Príncipe da Vida – At 3.15


65) Príncipe da Paz – Is 9.6


66) Profeta – Lc 24.19; At 3.22


67) Ressurreição e Vida – Jo 11.25


68) Rocha – 1Co 10.4


69) Raiz de Davi – Ap 22.16


70) Palavra de Deus – Ap 19.13


71) Salvador – Lc 2.11


72) Semente da Mulher – Gn 3.15


73) Pastor – 1Pe 2.25


74) Filho de Deus Bendito – Mc 14.61


75) Filho de Davi – Mt 1.1


76) Filho de Deus – Mt 2.15


77) Filho do Altíssimo – Lc 1.32


78) Filho do Homem – Mt 8.20


79) Filho da Justiça – Ml 4.2


80) Verdadeira Luz – Jo 1.9


81) Videira Verdadeira – Jo 15.1


82) Verdade – Jo 1.14

83) Palavra, Verbo – Jo 1.1


84) Bispo – 1Pe 2.25

Este é Jesus, grande o suficiente para jamais poder entendê-lo (Rm 9.5), mas, tão humilde e amável, quanto um cordeiro (Jo 1.29).

Sejamos pois, um com o Senhor Jesus Cristo!

Amém.

fonte: http://www.vivos.com.br/

SACERDOTES - Conhecendo 2

Informações completas, compiladas da Bíblia sobre o SACERDOTE:

a) Primeira menção de pessoas a agirem como Sacerdote. Gn 4:3.4
b) Durante o período patriarcal, os chefes agiam como tais. Gn 8:20: 12:8: 35:7
c) Após o Êxodo, certos jovens (primogênitos) fora, nomeados para agirem como tais. Ex 23:5 com, 19:22
d) Os filhos de Arão nomeados sumo sacerdotes por estatuto perpetuo. Ex 29:9: 40:15
e) Todos, com exceção da descendência de Arão. Excluídos do sacerdócio levítico. Nm 3:10; 16:40: 16:7
f) Santificados por Deus para o oficio. Ex 29:44
g) Publicamente consagrados. Ex 28:3; Nm 3:3


Cerimônia de Consagração:

a) Lavagem em água, Ex 29:4: Lv 8:6
b) Vestir em vestes santas Éx. 29:8.9: 40:14: Lv 8:13
c) Ungir com óleo. Ex 30:30: 40:13
d) Oferecer sacrifícios, Ex 29:10-19: 8:14-23
e) Purificação pelo sangue do carneiro da consagração. Ex 29:20.21: Lv 8:23.24
e) Imposição das mãos sobre, a oferta movida. Éx 29:22-24: Lv 8:25-27
f) Participar dos sacrifícios da consagração, Ex 29:31-33: Lv 8:31,32
g) Duravam sete dias. Éx. 29:35-37: Lv 8:33
h) Tinham de ficar no tabernáculo sete dias após sua consagração. Lv 8:33-36
i) Nenhuma Pessoa, defeituosa podia ser consagrada para o sacerdócio levítico. Lv 21:17-23
j) Era necessário provar a genealogia, antes de exercer o oficio. Ed 2:62: Nm 7:64

Suas Vestes:
a) Túnica. Ex 28:40: 39:27
b) Cinto. Ex 20:40
c) Tiaras, Ex 28.40: 39:28
d) Calções de linho. Ex 28:42: 39:28
e) Usadas na consagração, Ex. 29:9: 40:15
f) Sempre usadas enquanto oficiavam no tabernáculo. Is 28:43: 39:41
g) Usadas pelo sumo-sacerdote no dia da expiação. Lv 16:4
h) Purificadas por sangue aspergido Ex 29:21
i) Guardadas em câmara santa. Ex 44:19
j) Freqüentemente providas pelo povo. Ed 2:68,69: Nm 7:70.72
k) Era necessário lavar-se na bacia de bronze antes de realizarem seu serviço. Ex 30:17.21

Seus serviços:
a) Tomar conta do tabernáculo, etc Nm 18:1,5.7
b) Cobrir os objetos sagrados do santuário antes de sua remoção. Nm 4:5-15
c) Oferecimento de sacrificio.. Lv cap. 1 a 6; 2 Cr 29:34: 35:11
d) Acender e conservar em ordem as lâmpadas do santuário. Ex 27:20.21; Lv 24:3.4
e) Conservar sempre aceso, o fogo do altar, Lv 6:12.13
f) Queimar o Incenso. Ex 30:7.8: Lc 1:9
g) Colocar e remover os pães da proposição. Lv 24:5-9
h) Oferecer os primeiros frutos. Lv 23:10.11; Dt 26:3.4
i) Abençoar o povo. Nm 6:23-27
j) Purificar os imundos.. Lv 15:30.31
k) Decidir os casos de ciúme. Nm 5:14.15
l) Decidir os casos de lepra. Lv 13:2-59: 4:34-45
m) Julgar os casos de controvérsia. Dt 17:9-13; 21:5
n) Ensinar a lei. Dt 33:0.10: Ml 2:7
o) Tocar as trombeta em várias ocasiões. Nm 10:1-10: Is 6:3.4
p) Transportar a arca. Js 3:6.17; 6:12
q) Encorajar a povo, ao irem à guerra. Dt 20:1-4
r) Avaliar as coisas devotadas. Lv 27:8
s) Tinham de viver do altar, visto que não possuíam herança. Dt 18:1.2; 1 Co 9:13


Viviam sobre leis especiais:
a) Não podiam casar-se oca mulheres divorciadas ou impróprias. Lv 21:7
b) Não podiam contaminar-se pelos mortos, exceto pelos parentes mais próximos. Lv 21:1-6
c) Não podiam beber vinho, etc., enquanto estivessem servindo no tabernáculo. Lv 10:9; Ez 44:21
d) Não podiam contaminar-se, comendo o que tinha morrido por si mesmo. Lv 22:8
e) Enquanto estivessem imundos, não podiam realizar qualquer serviço. Lv 22:1.2 com Nm 19:6.7
f) Enquanto estivessem imundos, não podiam comer das coisas santas. Lv 22.3-7
g) Nenhum hospede ou servo contratado podia comer de sua porção. Lv 22:10
h) Todos os servos comprados os nascidos na casa, podiam comer de sua porção. Lv 22:11
i) Seus filhos, casados com estranhos, não podiam comer sua porção. Lv 22:12
j) As pessoas que ignorantemente comessem de suas coisas santas, tinham de fazer, restituição. Lv 22:14-16
k) Divididos por Davi em vinte e quatro turmas. Cr 24:1-19; 2 Cr 8:14; 35:4.5
l) As quatro turmas que voltaram da Babilônia subdividiram-se em vinte e quatro. Ed 2:36-39 com Lc 1:5
m) Cada turma tinha seu Iíder. 1Cr 24.6,31: 2Cr 36:14
n) Seus serviços divididos por sorte. Lc 1:9
o) Castigo para quem invadisse seu oficio. Nm 16.1-35; 10:7; 2Cr 26:16-21
p) Em ocasiões especiais, pessoas não pertencentes à família de Arão agiram como sacerdotes Jz 6:24-27; 1Sm 7:9; 1Rs 18:33


Foram algumas vezes:
a) Foram cobiçosos. 1Sm 2:13-17
b) Foram beberrões. Is 28:7
c) Foram profano, e ímpios. 1Sm 2:22-24
d) Focam injustos. Jr 6:13
e) Foram corruptores da lei. Is 28:7 com Ml 2:8
f) Foram lentos em santificar-se ao serviço de Deus.. 1Cr 29:34
g) Geralmente participavam com o povo, em seu castigo. Jr 14:10; Lm 2:20
h) Ou mais vis do povo feitos sacerdotes por Jeroboão e outros. 1Rs 12:31; 2Rs 17:32
i) Suas cerimônias, ineficaz para remover o pecado. Hb 7:11; 10:11


Ilustram:
a) Cristo. Hb 10:11.12
b) Os Santos.. Ex 19:6: 1Pe 2:9


Leis referentes:
Is 29:1; 40:15; Lv 10:9; 21:1; Ed 7:24; Ne 7:65


Deviam ser santos:
Ex 19:22; Lv 10:3; 21:6; 22:9; 2Cr 6:41; Is 52:11; Ml 2:7


Alguns Idolatras. Exemplo:
Jz 17:5; 1 Sm 5:5; 1Rs 12:31; 13; 2 Rs 10:11; 11:18; 23:5.20


Seus Alimentos:
Ex. 29:32; Lv 6:16; 7:6.15; 8:31; 10:12,17; 24:9: Nm 18:31


Sua Herança:
Nm 18:20; 26:62; Dt 10:9; 12:12; 14:27; 18:2; Js 13:14; 14:3; 18:7;
Ez 44:28; 45:4.


Sumo Sacerdotes:
a) Especialmente chamado por Deus. Ex 28:1.2; Hb 5:4
b) Consagrado para seu oficio. Ex 40:13; Lv 8.12


Era chamado de:
a) O sacerdote. Ex 29:30; Ne 7:65
b) Sumo-sacerdote de Deus. At 23:4
c) Príncipe do povo. Ex 22:28 com At 23:5
d) Seu oficio. Hereditário. Ex 29:29
e) Segundo em categoria, após o rei. Lm 2.6
f) Freqüentemente exercia poder civil principal. 1 Sm 4:18


Seus Deveres:
a) Oferecer dons e sacrifícios. Hb 5:1
b) Acender as lâmpadas sagrada. Ex 30.8; Nm 8:3
c) Fazer expiação ao santo dos Santos, uma vez por ano. Lv 16; Hb 9:7
d) Apresentar ao Senhor os nomes das tribos de Israel, como memorial.
Ex 28:12,29
e) Interrogar a vontade de Deus pelo Urim e Tumim. 1 Sm 23:9-12: 30:7.8
f) Consagrar os levitas. Nm 8:11-21
g) Nomear sacerdotes aos, diversos ofícios. 1 Sm 2.36
h) Cuidar do dinheiro coligido no tesouro sagrado. 2 Rs 12:10; 22:4
i) Presidir o tribunal superior. Mt 26:3.57-62; At 5.21-28; 23.1-5
j) Fazer o recenseamento do povo. Nm 1:3
k) Abençoar o povo. Lv 9:22.23
l) Algumas vezes capacitado a profetizar. Jô 11.49-52


Comissionado:
a) Chamado de segundo sacerdote. 2 Rs 25:18
b) Exercia supervisão sobre o tabernáculo. Nm 4.16
c) Exercia supervisão sobre os levita.. Nm 3:32
d) Precisava casar-se com uma virgem da família de Arão. Lv 21.13,14
e) Proibido lamentar quem quer que fosse. Lv 21:10-12
f) Devia ser terno e compassivo. Hb 5:2
g) Precisava oferecer sacrifício por si mesmo. Hb 5:1-3


Tipificava Cristo
a) Por ser chamado por Deus. Hb 5:4,5
b) Por seu título. Hb 3:1
c) Por sua nomeação. ls 61:1; Jo 1:32-34
d) Por fazer expiação. Lv 16:33: Hb 2:17
e) Por suas vestes esplendidas. Ex 28:2 com Jo 1:14
f) Por estar sujeito à tentação, Hb 2:18
g) Por sua compaixão e simpatia pelos pobres e ignorantes. Hb 4.15; 5.1,2
h) Por casar-se com uma virgem. Lv 21:13.14; 2 Co 11:2
i) Pela santidade de seu oficio. Lv 21:15 com Hb 7:26
j) Por realizar sozinho todo o culto no dia da expiação. Lv 16 com Hb 1:3
k) Por trazer os nomes das tribos de Israel sobre o coração.
Ex 28.29 com Ct 8.6
l)Porque só ele entrava no santo dos Santos.
Hb 9.27 com vers. 12,24 e Hb 4.14
m) Por sua intercessão. Nm 16:43-48: Hb 7:25
n) Por sua benção. Lv 9.22,23; At 3.26


Inferior a Cristo
a) Por necessitar de expiação para seus próprios pecados.
Hb 5:2,3; 7:26-28; 9:7
b) Por ser da ordem de Arão. Hb 6:20; 7:11-17; 8:4.5 com vers. 1.2,6
c) Por ser sem juramento. Hb 7:20-22
d) Por são ser capaz de continuar. Hb 7.23,24
e) Por oferecer continuamente o mesmo sacrifício. Hb 9:25,26,28; 10:11,12,14
f) Por entrar anualmente no santo dos Santos. Hb 9.7,11,15


fonte: http://www.vivos.com.br/

SACERDOTES - Conhecendo 1

Antes de considerar os vários aspectos bíblicos do sacerdote, é necessário mostrar quais são as características essenciais do sacerdócio. Que devia o sacerdote fazer, na sua qualidade de sacerdote, que nenhum outro pudesse realizar sob quaisquer circunstâncias? A mais exata definição de sacerdote acha-se em Hb 5.1. O sacerdote era ”constituído nas coisas concernentes a Deus a favor dos homens”. Quer isto dizer que ele apresentava ao Senhor coisas, dons e sacrifícios, ofertas do homem a Deus; e o seu trabalho era realmente oposto ao do profeta, que devia revelar Deus ao homem. Nesta consideração, a idéia fundamental de sacerdote é a de um mediador entre o homem e Deus. O sacerdote apresenta-se entre o homem e Deus, como na verdade aparece o profeta entre Deus e o homem.


Quando o sacerdote efetuava qualquer outro trabalho, já não era como sacerdote que exercia essa missão, mas somente como executante das funções de outros homens. Este ato do sacerdote, na sua obra para Deus, é sempre acentuado nas Sagradas Escrituras (Ex 28.1; Ez 44.16; Hb 7.25). Nos tempos patriarcais, o chefe da família, ou da tribo, operava como sacerdote, representando a sua família diante de Deus. Foram assim considerados Noé, Abraão, Isaque e Jacó.

terça-feira, 5 de outubro de 2010

quinta-feira, 19 de agosto de 2010


Louvar a Deus é uma ordenança biblica
falando entre vós com salmos, entoando e louvando de coração ao Senhor com hinos e cânticos espirituais, dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo,



Efésios 5:19-20
 
Mas, muitas vezes, nosso corpo está de pé e nossa alma está de joelhos pedindo socorro, mas mesmo assim, estamos adorando...
chorando, sentindo dor, sentindo-nos sós, experimentando humilhação, mas estamos adorando.

Pode ser que ninguem veja, ou até que pensem que voce está chorando porque está quebrantado, mas na verdade suas lágrimas só externam a dor da sua alma, não importa:
Deus vê, e se voce louvá-lo mesmo assim, saiba "Ele enxugará de seus olhos, toda lágrima".
por isso,

NUNCA PARE DE ADORAR
 

quinta-feira, 5 de agosto de 2010












segunda-feira, 26 de julho de 2010

Adorar é estilo de vida

Um dia, em meu carro, indo para o trabalho, num clima de ar fresco, abri a janela e pude sentir e ouvir a voz do meu Deus me explicando o que é adorar realmente ao Deus Eterno.

Estava ouvindo minha maior referência musical: "Hilsong" e "Michael W. Smith", as canções foram aos poucos me levando apra uma outra atmosfera e cada vez mais me convencendo a necessidade de adorar com meus passos, com minha mente, com minhas mãos, meu corpo, meus pensamentos, meu olhos e meus ouvidos.
Eu sei, é difícil só pensar em adorar quando algumas coisas cooperam para você desistir da busca da essência da adoração.  E esta semana tem acontecido comigo, não só com você.  O mundo as vezes desaba em você, e te põe para baixo, muito pra baixo, e ainda alguns ajudam a te afundar.


Mas, Deus, com sua infinita bondade e misericórdia nos toma a mão (a mão direita que significa força).  Tenho aprendido e me prendido a olhar a Cruz como minha oportunidade de vitória e refúgio.  Porque a Cruz do meu Rei já foi carregada por Ele, e levou também a minha.  Levou também minhas dores, meus cansaços, tirando os espinhos dos meus pés, me abraçando como fez com João, Tiago, Pedro e outros com amor profundo.

O que significa para mim, ter uma vida de adoração, e não estou falando de canções, estou falando de intimidade dia-a-dia, é CONFIAR como ninguém confia, é ENTREGAR como ninguém entrega, É ser totalmente DELE como ninguém consegue ser, é AMÁ-LO como ninguém consegue amar, VÊ-LO como ninguém consegue ver (vejo-o todos os dias sentado na beira da minha cama esperando eu acordar para me acompanhar no meu dia).

Adoração não é somente cântico, música, melodia como as pessoas olham todas essas formas de adoração.  Adoração é tornar sua vida um cântico, uma música, uma melodia aos ouvidos do Eterno Deus.  Adoração é fazer com que sua própria vida seja uma forma de adorar ao Rei Jesus.

Seja você o estilo que todos vêem como forma de adoração.

Por Robson Inácio

terça-feira, 6 de julho de 2010

pano novo ou velho

oi Gente, eu li esse texto da Nivea e tremi diante dele, espero que ele faça o mesmo e mais com você! 










Em Lucas no cap. 5:33 – 39

Lemos:
“Disseram-lhe eles: Os discípulos de João jejuam freqüentemente e fazem orações, como também os dos fariseus, mas os teus comem e bebem. Respondeu-lhes Jesus: Podeis, porventura, fazer jejuar os convidados às núpcias enquanto o noivo está com eles? Dias virão, porém, em que lhes será tirado o noivo; naqueles dias, sim hão de jejuar. Propôs-lhes também uma parábola: Ninguém tira um pedaço de um vestido novo para o coser em vestido velho; do contrário, não somente rasgará o novo, mas também o pedaço do novo não condirá com o velho. E ninguém deita vinho novo em odres velhos; do contrário, o vinho novo romperá os odres e se derramará, e os odres se perderão;mas vinho novo deve ser deitado em odres novos. E ninguém, tendo bebido o velho, quer o novo; porque diz: O velho é bom.”

O interesse de Deus naqueles dias assim como nos dias de hoje, não era que as pessoas simplesmente jejuassem e orassem, ou cumprissem  quaisquer outros rituais, mas que a cada um reconhecesse que Jesus é o Senhor, o Messias, o Ungido de Deus, o Cordeiro Santo de Deus que tira o pecado do mundo, o Noivo. Infelizmente muitos daqueles que viviam na época de Jesus, não se renderam a Ele, apenas continuaram a cumprir seus ritos religiosos. Deus estava fazendo algo novo naqueles dias. Jesus veio introduzir uma nova maneira de viver, que não combina com o legalismo religioso.
A veste nova e o vinho novo se referem a esta nova vida que Jesus veio trazer.

Imagine só, se você toma um pano novinho e costurá-lo como remendo para uma roupa velha. Com certeza o peso do pano novo rasgaria a roupa velha ainda mais, não é mesmo? Não daria certo. Da mesma forma é a vida no Espírito. Ela não pode andar em conjunto com a vida na carne. Tem que ser tudo novo. Não é possível andar no Espírito e ao mesmo tempo satisfazer a nossa própria vontade ( Gálatas 5:16 ).

Quando o vinho é novo, às vezes, seu sabor, não é tão agradável quanto o sabor do vinho já envelhecido. Assim, a vida no Espírito, pode nos levar a fazer e viver coisas com as quais não  estamos acostumados. Foi um escândalo para os judeus religiosos, quando Jesus entrou no templo e começou a “virar as mesas” dos que vendiam; foi um escândalo para os judeus, ver Jesus “violando” o sábado para curar um homem com a mão ressequida; foi um escândalo quando Jesus tocou o leproso, conversou com a prostituta, tocou caixão de um morto, e quando Ele andou com os pecadores. Todas essas coisas
e outras que Jesus fez, eram consideradas escândalo, falta de reverência de acordo com os religiosos. Mas Jesus não estava interessado na justiça dos homens, Ele estava interessado em fazer a vontade do Pai, seguindo o Espírito Santo. Jesus disse a Nicodemos em João 3:8 – “ O vento sopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes donde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito. Para ser guiado pelo Espírito Santo é preciso ser livre de toda e qualquer amarra e preconceitos. É preciso estar disposto a perder a sua própria vida e reputação.

Jesus disse que o vinho novo ( vida no Espírito ) só pode ser colocado dentro de odre novo.O odre era um recipiente feito com a pele de animais, dentro do qual se colocava o vinho, para que ele fermentasse. O vinho quando é novo passa por um processo de fermentação e começa a se expandir, ou seja, crescer em volume. O odre novo é capaz de se esticar, se expandir junto com o vinho, ele é maleável. Mas se o vinho novo for colocado dentro de um odre que já foi usado anteriormente, ou seja, que já tenha sido esticado até o seu limite máximo, o odre se rasgará. Para viver a vida de Jesus, sendo guiado pelo Espírito de Deus, é necessário ser maleável à vontade de Deus, é necessário estar disposto a ultrapassar as barreiras da religiosidade, do legalismo, daquilo que pensamos com nossa mente carnal e limitada. É
necessário estar disposto a abrir mão de seus próprios interesses por amor à Cristo.

Precisamos ser como odres novos, para o Espírito Santo fazer em nós e através de nós o que for a sua vontade. 

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Um dia encontrei Jesus no cantinho da igreja...

Este título pode parecer estranho, engraçado, desrespeitador, mas é o que fazemos com Jesus muitas vezes em nossa Adoração, sabe porquê?  Vou te explicar.
  1. Vimos para igreja, entramos no templo e trazemos toda a nossa carga de preocupações, de pecados, de desinteresse, de mecanismo.  E Jesus, onde fica quando você está "adorando"?
  2. Estamos na igreja no momento da adoração não estamos ali, cientes e conscientes do que estamos fazendo.  Tudo é mecânico, robotizado.  E Jesus, onde fica quando você está "adorando"?
  3. Alguém pede para você levantar as mãos, e você levanta.  Mas, você sabe porque está levantando as mãos?  E Jesus, onde fica quando você está "adorando"?
  4. O momento de adoração está no auge da manifestação da presença de Deus, e você... ainda está no raso esperando mais do Ministro.  E Jesus, onde fica quando você está "adorando"?
  5. Todos estão nadando, estão no profundo, recebendo e dando para o nosso Deus no altar, e você no ar...  aéreo e vagando para outros sentimentos e pensamentos.  E Jesus, onde ficar quando você está "adorando"?
Agora entendeu o porquê do título?
Muitas vezes colocamos Jesus de lado e fazemos o nosso querer, nossa vontade, nossas birras.
  

Robson Inácio

CONDIÇÕES PARA O MINISTRO DE LOUVOR

Condições de um verdadeiro Ministro de Louvor


O que dizer a respeito do preparo daqueles que ministram louvor ao povo de Deus? Na verdade existe um infinito de recomendações para pessoas que trabalham nesta área, o que também pode ser aplicado em outros ministérios da igreja.


Como sabemos, vivemos em constante combate contra forças sobre-humanas, o Apóstolo Paulo, escreveu à igreja de Éfeso dizendo que “a nossa luta não é contra carne e sangue, mas contra forças espirituais do mal nas regiões celestes” e que, portanto deveríamos estar “revestidos de toda armadura de Deus para podermos ficar firmes contra as astutas ciladas do maligno” (Ler Efésios 6. 10-20).


Diante desta realidade enumerei alguns pontos que servirão como auxílio no preparo de ministros de louvor da igreja:


Quanto à vida espiritual:


- Todo Cristão deve estar comprometido com a Oração, Leitura da Palavra, Bom Testemunho, Obediência e Submissão à Autoridade, em fim, é nosso dever como filhos de Deus viver em fidelidade e comunhão com Ele. Porem, quando o assunto é o Ministério de Louvor da igreja é preciso que se estabeleça alguns princípios específicos como:


1º- Oração e Compartilhamento da palavra- Reservar um tempo durante a semana para que os componentes do ministério se reúnam para orar e compartilharem juntos a palavra de Deus. Obs: nesta reunião é importante que o pastor ou alguém designado por ele esteja presente para consolar e fortalecer os corações dos músicos.


2º- Envolvimento com a Visão Principal da Igreja- Não é bom que os componente estejam envolvidos somente no louvor, todos devem estar envolvidos naquilo que é a visão principal da igreja (ex: Visão da Igreja em Célula).


3º- Sinceridade no Louvor- Deus espera um louvor perfeito, ainda que haja erros técnicos, é preciso estar em plena comunhão, pois é na sinceridade com que tocamos ou cantamos que Ele virá sobre nós e sobre a igreja.


4º- Pronto para a Guerra- todo ministro de louvor deve estar consciente de sua posição no reino, tendo assim, de assumir uma postura de guerreiro e saber que quando está tocando ou cantando está na verdade está destronado principados e potestades na vida de muitas pessoas. Por isso, proteja-se e esteja pronto para a guerra.


Quanto aos elogios:


- A tendência é que um músico razoável, amanhã se torne um excelente músico, e é exatamente aí que está o perigo. As pessoas normalmente não sabem receber elogios, umas, se diminuem demais e acham que a pessoa está na verdade zombado, outros, logo cuidam de empinar o nariz e se tornam pessoas soberbas e altivas de coração, totalmente desprovidos de humildade. Seu lema é: Eu sou o cara! Vamos ver a seguir, alguns riscos que o ministro de louvor deve evitar.


1º- É preciso arrancar o espírito de músico- todo músico espera ser reconhecido (até os mais humildes), todos esperam ser aplaudidos de pé e ouvir seu nome sendo gritado por multidões perplexas e desesperadas. No entanto, é necessário arrancar o espírito de músico e deixar o a graça de Deus crescer sua vida. É como disse João Batista: “Convém que Ele cresça e que eu diminua”.


2º- Estabelecendo o espírito de levita- O músico de Deus precisa se esvaziar de si mesmo, negar a si mesmo para que o espírito de levita, servo e adorador seja estabelecido em sua vida. Quando isso acontecer, toda honra e toda glória será dada a Jesus.


3º- Cuidado com a máscara- O ministro de louvor deve vigiar em todo o tempo para evitar mascaras do tipo: é para marcar um ensaio diz: não preciso ensaiar mais essas músicas; para cantar certa canção diz: essa não porque todo mundo canta. Seu lema é: Vou ver o que posso fazer.


4º- pensar que não precisa mais ser ensinado- Quando o nível musical sobe e vem os elogios, não é difícil encontrar certos figurões dizendo: Não preciso mais que ninguém me ensine. Isso mais tarde pode levá-lo a queda.


Nossa condição deve, em todos os momentos, ser a der servos fies, que tem um coração desojoso pela presença de Deus… Sejamos juntos verdadeiros precursores de um novo avivamento que virá atravez da música sobre toda a nação.


Sávio Jessé S. Silva

Alguns versículos que amo e me motivam.

Eu te esforço, e te ajudo, e te sustento com a destra de Minha justiça.
(Isaias 41:10)


Invoca-Me no dia da angústia; Eu te livrarei, e tu Me glorificarás.
(Salmo 50:15)



Sejam agradáveis as palavras da minha boca e a meditação do meu coração perante a tua face, Senhor, Rocha minha e Redentor meu!
(Salmos) 19:14


Jesus é a nossa Paz

Amado Jesus

ELE É IRRESISTÍVEL

A Águia

Para Ler, Pensar, Refletir e Agir



"A Águia"


(David McNally)

A águia empurrou gentilmente os filhotes para a beira de seu ninho. Seu coração trepidava com emoções conflitantes enquanto sentia a resistência deles. “ Por que será que a emoção de voar precisa começar com o medo de cair ?”, pensou. Essa pergunta eterna ainda estava sem resposta para ela.


Como na tradição da espécie, seu ninho localizava-se no alto de uma saliência num rochedo escarpado. Abaixo havia somente o ar para suportar as asas de cada um de seus filhotes. “ Será possível, que dessa vez, não dará certo ?”, pensou. A despeito de seus medos, a águia sabia que era tempo. Sua missão materna estava praticamente terminada. Restava uma última tarefa: o empurrão.


A águia reuniu coragem através de uma sabedoria inata. Enquanto os filhotes não descobrissem suas asas, não haveria objetivo em suas vidas. Enquanto não aprendessem a voar, não compreenderiam o privilégio de ter nascido águia. O empurrão era o maior presente que a águia-mãe tinha para lhes dar. Era seu supremo ato de amor. E por isso, um a um, ela os empurrou, e eles voaram!"




Para que qualquer um de nós seja totalmente livre – se desejamos aprender a voar neste mundo em mudança – primeiro devemos estar dispostos a assumir a responsabilidade por nossas vidas. (David McNally)

Essência da Adoração

Quando a essência do louvor é esquecida, quando o coração esfria, a alma não desperta para a adoração, é hora de se lembrar do princípio de tudo, e o princípio era o verbo e o verbo era DEUS.  Quem se esqueceria de um DEUS que tornou o nada em tudo, que bastou uma só palavra para tudo acontecer?
Infelizmente a resposta está na ingratidão do homem, que facilmente se esquece do DEUS que serve, da Sua soberania, da Sua benevolência e misericórdia.
O Ministério Reino de Sacerdotes tem uma missão na Rocinha, nossa comunidade, levar à lembrança deste povo aquilo que mais dá esperança, e a esperança maior é JESUS, a essência da nossa adoração.
Queremos levar ao Rio de Janeiro uma adoração ao Senhor Jesus que desperta os anjos, os querubins, os arcanjos, Pedro, Tiago e João também, convidando-os a respirar o ar da essência, sentir a presença da essência, e ser queimado pela essência; JESUS, O AMADO.
Queremos levar ao Brasil uma adoração libertadora.  Uma adoração que liberta das drogas, do vício, da prostituição, da miséria, da desordem, da desonestidade, da religião.  Queremos levar ao nosso Brasil uma adoração que faz nascer de novo, que dá esperança e prazer em viver para o ÚNICO SENHOR.
Queremos levar às nações a adoração genuína e salvadora.  A adoração que refrigera a alma dos "podersosos" fazendo-os senhores não do poder mas, senhores justos e misericordiosos ao próximo.
Queremos levar às nações uma adoração de guerra, não contra a carne e o sangue, mas contra as obras do Diabo, contra o racismo, contra a intolerância, contra o ódio.  A essência da adoração é a arma que elimina a dor e o sofrimento e liga através da rendição à Deus o homem.
Nós do Ministério Reino de Sacerdotes nso colocamos à disposição total e íntegra do Espírito Santo, para sermos canais da chegada triunfal da ESSÊNCIA DA ADORAÇÃO na vida do homem; JESUS, O AMADO, O NOSSO AMADO.
Robson Inácio 

Reino de Sacerdotes

Tudo na vida precisa ser feito com dedicação.  O Ministério Reino de Sacerdotes procura unir o gracioso para agradar as pessoas, a técnica para impressionar e a garra para fazer arrepiar e a UNÇÃO principalmente para fazer manifestar a presença do PAI em nosso meio.
 Não é nenhuma prepotência, presunção, falta de humildade ou outra coisa que possa incomodar os mais céticos e incrédulos.  ESTA É A NOSSA CARA.  Queremos fazer conhecer nosso jeito, nossa história, nosso objetivo e desejo, e ah!!!! eu sonho em um dia ouvir de alguém; "o Ministério Reino de Sacerdotes é a minha influência musical".  Nossa!! Como seria bom ouvir isso!!
A Elaine, nossa líder "NUMBER ONE" tem tirado forças do poço, da fonte, e esta fonte é o SENHOR JESUS.  E o mais lindo disso tudo, é que ela tem distribuido esta força a cada componente do grupo.
Ministério Reino de Sacerdotes, mais que um ministério de louvor, uma ponte entre o sobrenatural de Deus com o natural do homem.

quinta-feira, 24 de junho de 2010

louvor que geme!





Ontem, quarta, dia 23, nos reunimos, para ensaiar.
Confesso que eu estava muito cansada, não é fácil ter disposição,  para ouvir uma canção várias vezes, pegar cada detalhe, passar e repassar as notas, concentrar-se para aprender e harmonizar vozes e ainda permitir que a  canção cante por si só, dentro da gente, pra poder depois, cantar para outros. (Principalmente depois de um dia cansativo de trabalho e com a cabeça cheia).
Ensaiamos, foi tudo bem, até porque nós, em especial  - amamos muito o que fazemos, conseguimos até rir, mesmo com um palmo de olheiras no rosto...
Mas é incrivél o que canções ungidas fazem a corações cansados!
Ontem ensaiamos uma canção, que cantaremos domingo à noite e que diz assim:

Oleiro

Diante do Trono

Composição: Ana Paula Valadão
Estou aqui mais uma vez pra pedir
Renova-me, Senhor
Não preciso mentir
Diante de Ti tudo em mim se revela
Vejo o Teu olhar me iluminar
Afastando toda treva
Sinto o Teu soprar me refrigerar
E me dar outra vez, mais uma vez
Um novo fôlego de vida
Preciso de Ti. dependo de Ti
Só Tua graça Senhor, me sustenta
É melhor que a vida
Me rendo a Ti, trabalha em mim
Como o oleiro que não desiste do barro
até ver o vaso terminado
Aquele que começou a boa obra em mim
É fiel pra completá-la até o fim.
A Graça e eu, começamos a conversar sobre a letra desta canção e concluimos que:
1) Deus sempre espera extrair o melhor de nós
2) Deus só pode moldar o barro que está disponivél em suas mãos.
3) Posso não chegar a ser perfeito, mas Ele é tão bom, que não desiste de mim e dos planos que tem pra nossa vida !Ele não desiste de nós!
Porque adorar é também, muitas vezes, gemer, enquanto o oleiro molda nossa vida!